Manifesto da SPPel em relação à COVID

Estamos vivendo, o conjunto de nações, a humanidade como um todo, um momento inusitado e muito difícil quanto à saúde física e mental das populações, na luta contra uma enfermidade insidiosa, grave e pandêmica.

Nós, cidadãos brasileiros, psicanalistas e psicanalistas em formação, membros da Sociedade Psicanalítica de Pelotas, SPPel, não podemos silenciar ante à gravidade desta situação, não podemos calar nem como pessoas civis ou profissionais da saúde ou ainda como membros de uma entidade inserida na sociedade brasileira e dedicada à saúde mental.

Tanto a SPPel, como seus membros, em suas atividades profissionais nos consultórios ou em instituições, ou ainda em atividades de escuta e acompanhamento através de plataformas de internet, atuou intensamente neste último ano e segue atuando em 2021, no sentido e propósito de minorar o sofrimento das pessoas que de uma forma ou outra, direta ou indiretamente buscam uma atenção humana e profissional.

É nosso propósito, como membros da SPPel, assim como profissionais e cidadãos, continuar essa atenção enquanto se fizer necessário. Ao par dessa atitude profissional, a SPPel se solidariza com  todos os que perderam familiares e amigos para esta insidiosa infecção e insta as autoridades competentes que devem, ou deveriam, estar na liderança dessa luta que aparem arestas ideológicas e trabalhem lado a lado para diminuir o sofrimento das pessoas e da sociedade brasileira e possam encaminhar as melhores soluções para este trágico momento que vivemos.

Deixe uma resposta